Pular conteúdo

A Coluna da História

Utilizar a coluna da história para criar narrativas envolventes pode capturar a atenção do seu público e conectar-se com eles emocionalmente. Ao criar uma espinha dorsal bem elaborada para a sua narrativa, você pode guiar seu público por uma jornada que ressoa com eles. Começando com uma introdução envolvente, a coluna da história nos leva a uma jornada por interrupções, consequências, tensões crescentes e uma resolução satisfatória. A coluna da história é uma maneira que pode ajudá-lo a pensar na criação de uma história de marca poderosa que comunique seus valores e missão de maneira memorável e impactante, deixando uma impressão duradoura em seu público.

Conheça Storytelling

Um curso online interativo de 3 semanas, para ajudar você a pensar, comunicar e disseminar seus projetos a partir de narrativas inspiradoras, envolventes e transformadoras.

Saiba Mais

60-120 min

Período de tempo

2-40 pessoas

Tamanho do grupo

FLIP CHART / QUADRO BRANCO, CANETAS & CADERNOS

Materiais utilizados

Passo 1

Introdução A Coluna da História é simples, você pode trabalhar sozinho ou colaborar com outra pessoa. Era uma vez _______. Todos os dias __. Mas um dia por causa disso ______ por causa disso _____ por causa disso _____ até finalmente ______. E desde então __________. Tudo começa com a abertura que conhecemos:


Passo 2

Era Uma Vez… Para preparar o terreno para sua história, comece apresentando seu personagem principal e suas circunstâncias. Se estiver com dificuldade em estabelecer o tempo e o lugar de sua história, considere responder a algumas das perguntas-chave que seu público pode ter. Quem é o herói/protagonista? Onde eles moram? O que fazem? Quando a história acontece? Você não precisa usar a abertura tradicional de "era uma vez", mas forneça contexto suficiente para ajudar seu público a entender de quem é a história. Exemplo: Era uma vez um peixe chamado Marlin que amava seu filho Nemo mais do que qualquer coisa.


Passo 3

Todos os Dias… Esta é a parte da sua história em que você pode mergulhar seu público na rotina diária do seu herói/protagonista, permitindo que eles se familiarizem mais com a personalidade do personagem. Para tornar sua história mais relatável, tente mostrar um aspecto da rotina ou personalidade do seu protagonista com o qual seu público possa se identificar. Ao fazer isso, você pode ajudar seu público a se ver na história do herói e se envolver mais na narrativa. Exemplo: Todos os dias, Marlin tentava proteger Nemo do oceano, que ele temia.


Passo 4

Até que Um Dia… Independentemente de a vida do protagonista estar indo bem ou não, ocorre um evento significativo que altera o curso de sua história. Este evento pode levar o protagonista a quebrar sua rotina, embarcar em uma aventura emocionante, esforçar-se para alcançar um objetivo ou lutar para manter o mundo que apreciam. Na narrativa, esse momento crítico é conhecido como o incidente incitante e serve como ponto de partida para a narrativa. Exemplo: Até que um dia, um mergulhador levou Nemo embora.


Passo 5

Por Causa Disso… Agora é hora de planejar a resposta do herói ao evento catalisador identificado no passo anterior. Considere quais ações o herói tomará e como será afetado pelo incidente incitante. Isso ajudará a avançar a história e criar um senso de momentum para o público. Neste passo, o protagonista embarca em uma jornada para alcançar um objetivo específico. Essa fase da história é semelhante ao segundo ato de uma peça, onde a trama se intensifica e a ação aumenta. Exemplo: Por causa disso, Marlin teve que deixar a comunidade segura de seu recife natal para sair e encontrar seu filho Nemo.


Passo 6

Por Causa Disso… Seguindo o passo acima. Sem pressão para acertar da primeira vez - pode levar algumas tentativas para colocar as coisas de volta nos trilhos. Tente manter isso curto. Exemplo: Por causa disso, Marlin encontrou tubarões, águas-vivas e outros obstáculos perigosos.


Passo 7

Por Causa Disso… Você pode ou não ter uma parte 3. Se tiver outro passo, registre! Exemplo: Por causa disso, Marlin foi forçado a dar um salto de fé.

Fontes e afins

  • Kenn Adams, playwright. (Popularizado pela Pixar)
  • Metodologia Hyper Island.

O carrinho está vazio