Pular conteúdo

Quantifique-se

Se a curiosidade e empatia podem impulsionar a criatividade, não há razão para restringi-las à observação dos outros. Uma variedade de tecnologias nos permite rastrear, monitorar e, ao fazer isso, descobrir coisas sobre nossos próprios comportamentos. Grande parte da criatividade se concentra em tornar visível o invisível, e por esse motivo, passar algum tempo experimentando ferramentas que nos permitam fazer isso pode nos ajudar a refletir sobre o potencial das ferramentas digitais como parte de nossa caixa de ferramentas criativa. O objetivo desta atividade é ajudar indivíduos e equipes a explorar o potencial dessas ferramentas de rastreamento para descobrir novos insights sobre nós mesmos e nossos comportamentos, bem como pensar em como as saídas de dados podem fazer parte do processo criativo.

Conheça o nosso Desafio Gratuito de Autoliderança

Segundo o guru Peter Drucker, autoliderança é ser "chefe" da nossa própria vida. Sabemos que essa não é uma tarefa fácil, pois demanda inspiração, tomada de decisão e planejamento. Para te dar um empurrãozinho rumo à sua própria jornada de liderança, desenvolvemos, em colaboração com nossa alumni Analiz Buiar, um desafio de 10 dias gratuito.

Saiba Mais

60-120 min

Período de tempo

2-40 pessoas

Tamanho do grupo

FLIP CHART / QUADRO BRANCO, CANETAS & CADERNOS

Materiais utilizados

Passo 1

Leia o artigo "Quantifique-se" ou procure um aplicativo na lista recente do Product Hunt para escolher um aplicativo para baixar e começar a se quantificar por um período de tempo determinado. Escolha um aplicativo que você ache envolvente e que queira continuar usando por um período de tempo. Sugerimos pelo menos uma semana. Se estiver realizando a atividade com uma equipe, tente selecionar diferentes ferramentas para ter uma variedade de aplicativos para avaliar posteriormente. NOTAS DO FACILITADOR: Em maio de 2022, a revista The Economist argumentou que estamos entrando em uma revolução vestível, acelerada pela Covid-19, na qual as vendas de smartwatches e rastreadores de fitness cresceram exponencialmente. O Movimento Quantified Self é uma comunidade internacional de usuários e criadores de ferramentas de auto-rastreamento que compartilham o interesse em "autoconhecimento por meio de números". Você pode começar a rastrear por qualquer motivo - para responder a uma pergunta de saúde, atingir uma meta, explorar uma ideia ou simplesmente porque está curioso.


Passo 2

Peça aos participantes que configurem o aplicativo ou ferramenta que escolheram para experimentar. Eles podem precisar se registrar com seu e-mail. Defina um período de tempo para testar a ferramenta.


Passo 3

Permita o período de tempo acordado para que os participantes realizem a experiência com a ferramenta escolhida. Peça a eles que estejam refletindo durante todo o processo e, sempre que possível, capturando e registrando a experiência para compartilhar posteriormente.


Passo 4

Peça aos participantes, no final do período, que analisem seus dados de registro e reflitam sobre alguns temas-chave, apresentando uma apresentação de 2 minutos de suas aprendizagens. Peça a eles que pensem sobre o seguinte: O Quê: Qual foi a ferramenta que você experimentou? Que tipo de dados ela está capturando? Como foi a experiência do usuário com essa ferramenta? O que você pode aprender sobre o comportamento humano a partir do experimento? O Como: Como foi realizar o experimento? Como você imagina usar esse tipo de ferramenta e suas saídas no futuro? Como a experiência e suas saídas em termos de dados, grandes e pequenos, podem ser um estímulo no processo criativo? Consequências: Quais são as consequências de um maior rastreamento de nosso comportamento e decisões pessoais e coletivas com tecnologias de rastreamento? Como indivíduos e organizações podem adaptar seus comportamentos e desejos de maneiras positivas e negativas como resultado?


Passo 5

Encerramento: Depois de todas as apresentações, reúna todo o grupo. Convide os participantes a refletirem individualmente por cinco minutos sobre as seguintes perguntas: Como foi essa experiência como um todo? Quais são as implicações para a criatividade em termos de: Ser solicitado a potencialmente sair da zona de conforto? Utilizar ferramentas digitais para aprender coisas novas sobre nós mesmos e outros? Aplicar dados e observações sobre nós mesmos e outros no processo criativo?

Após os participantes terem refletido individualmente, convide-os a compartilhar reflexões no grupo maior.



Fontes e afins

O carrinho está vazio